terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Evento - Autógrafos na Monkix

Neste sábado, 28 de fevereiro, estarei na Monkix Livraria para uma sessão de autógrafos com os autores do Petisco e nossos mais recentes trabalhos.

Além de mim, estarão por lá Ana Recalde (Beladona), Daniel Esteves e Alex Rodrigues (São Paulo dos Mortos Vol. 2), Will e Sam Hart (2x10) e Omar Voiñole (Coelho Nero 2).

Eu estarei autografando Morphine! E quem comprar neste dia ganha um sketchcard personalizado de presente.



Confirme sua presença no evento do Facebook e acompanhe as novidades!

A Monkix fica na Rua Harmonia, 150, Loja 3, em São Paulo. Nos vemos lá!

====
Release:
Sábado, 28/02, autógrafos do Petisco Webcomics na Monkix.

Com as presenças de:
Daniel Esteves e Alex Rodrigues
São Paulo dos Mortos volume 02:
A série conta histórias de zumbi ambientadas em São Paulo.
Nesta edição acompanhamos a jornada de Deivison, um motoboy que dá um jeito de sobreviver no mundo infestado por zumbis. Ele procura uma encomenda na liberdade, entre mortos, gatos, cosplayers e um inusitado karaokê.
Participações especiais: Wagner De Souza, Samuel Bono, Will, Al Stefano, Laudo e Denis Mello

Will Sideralman e Sam Hart
2x10:
Comemora os 10 anos nas HQs de Sam e Will, trazendo duas histórias que são apresentações de projetos futuros. Projeto Mega-Ultra Super Secreto, de Sam Hart com diálogos de Cadu e Uma Aventura de Verne & Mauá: Mil Léguas Transamazônicas, com roteiro de Spacca e desenhos de Will. Contendo ainda material adicional como esboços, linha do tempo, entrevistas e um pôster na página central, ao todo 48 páginas, em formato americano, colorida, com duas capas e leitura flip-flap (invertida em relação à outra) ao preço de R$ 10,00.

Mario Cau
Morphine:
Uma HQ sobre amizade, inadequação, paixões perdidas e desencontros. Um drama cotidiano, urbano e melancólico que vai levar cinco amigos de vinte-e-poucos anos a questionar as consequências de suas ações ou da falta delas. Embalada a boa música e doses de álcool, do café ao bar, do bar à ressaca, da ressaca ao café.

Ana Carolina Recalde Gomes
Beladona: HQ de terror que se passa em dois mundos, um do Rio de Janeiro e outro dos pesadelos. Acompanhe Samantha em seus sonhos mais aterrorizantes e tente sair ileso.
Desenhista: Denis Mello.

Omar Viñole
Coelho Nero:
Mal-humorado, ranzinza, de temperamento ácido e crítico, o Coelho Nero, personagem criado pelo desenhista Omar Viñole, ganha sua segunda coletânea impressa.
Simpático – Só que não. Assim como a primeira coletânea, lançada em 2013, também traz 48 tiras (a maioria foi publicada no blog do personagem http://coelhonero.blogspot.com/ ) e material inédito, produzido para esta edição.

Venha bater um papo, tomar uma cerveja e comprar ótimos quadrinhos!

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Relembrando o Troféu HQMIX

O amigo Luís Roberval Sales, da Visual-ARTV, publicou no Youtube um vídeo com a cerimônia de entrega do Troféu na íntegra! Lá, você pode conferir todos os discursos dos vencedores e os shows do intervalo, com Carlos Carecca.

Me emociono ainda pelas duas vezes que estive no palco nesta edição: recebendo a categoria "Melhor Adaptação para Quadrinhos", com Felipe Greco, por Dom Casmurro (minuto 1:02:00); e a categoria "Melhor Web Quadrinho", com Rob Gordon e Marina Kurcis, por Terapia (minuto 1:25:29).




Obrigado, Luís! Assista o vídeo neste link, ou abaixo, no player.


sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Quem é o leitor brasileiro de Quadrinhos?

Essa foi a pergunta que o jornalista Jota Silvestre, do Papo de Quadrinho, se fez. E, com uma pesquisa muito bacana, com mais de 2 mil participantes, ele pôde definir um pouco dessa resposta.



terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Troféu Angelo Agostini: os vencedores!

O resultado do 31º Troféu Angelo Agostini foi divulgado hoje... E eu ganhei na categoria Melhor Desenhista de 2014!




MUITO OBRIGADO a todos que votaram em mim! Estou muito feliz com o prêmio e o reconhecimento do meu trabalho... Que, como vocês sabem, é repleto de paixão. Este troféu representa para mim uma recompensa muito gratificante pelo meu trabalho no ano passado... Produzi muito, publiquei várias HQs em antologias e lancei minha primeira graphic novel solo, Morphine. Além, é claro, da produção de Terapia, que é onde eu me desafio e reinvento a cada página.

Estou sempre buscando evolução, desafios e novas formas de contar minhas histórias. Ser desenhista, quadrinista, ilustrador, não é tão fácil quanto parece. E, às vezes, eu até perco um pouco a energia... Mas tudo sempre volta à mesma empolgação de antes quando me dou conta de quanto amo o que faço!

Meus parabéns aos outros vencedores, especialmente meus amigos e parceiros de quadrinhos Felipe Cagno (Melhor Roteirista por 321: Fast Comics, do qual também participei), Paulo Kielwagen (Melhor Web quadrinhos por Blue e os Gatos), e os grandes Laudo Ferreira e Omar Viñole, pela épica obra Yeshua, uma das melhores que já li, na categoria Melhor Publicação de 2014.

E, à comissão organizadora, fica o meu agradecimento e congratulações também! Confira a lista completa dos vencedores das outras categorias no site da AQC.




O Troféu será entregue numa cerimônia no dia 31 de janeiro, em São Paulo, a partir das 13 horas, no MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA (Auditório da Biblioteca). Confira a página do Facebook e programe-se!

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

31º Troféu Angelo Agostini

Oi, pessoal! Estão abertas as votações para o 31º Troféu Angelo Agostini!


Todo mundo pode votar! É só acessar o site da AQC e escolher seus favoritos de 2014.

Dentre as categorias, concorro nas seguintes:
- Melhor lançamento independente de 2014 - MORPHINE
- Melhor Desenhista - Morphine e/ou Terapuia
- Melhor Roteirista - Morphine
- Web Quadrinhos - Terapia (petisco.org/terapia)


Agradeço, desde já, a força que todos têm me dado! 2014 foi um ano excelente, e se puder contar com seu voto, ficarei muito feliz.



Veja abaixo o release do evento, pela AQC:

Está aberta a votação para o 31º Troféu Angelo Agostini, que comemora o Dia do Quadrinho Nacional. A festa de premiação será no dia 31 de janeiro de 2015, a partir das 13h00, com ampla programação de exposições, palestras e lançamentos, na Biblioteca do Memorial da América Latina (Metrô Barra Funda - São Paulo). 

:: PARA VOTAR NO 31º PRÊMIO ANGELO AGOSTINI - CLIQUE AQUI ::

A votação é valida até o dia 15 de janeiro de 2015

:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-:-

 CRITÉRIOS
Pode votar quadrinhista (profissional ou amador), estudioso, colecionador, aficcionado pelo quadrinho nacional e leitores de gibis ou tiras de jornais. Basta preencher a cédula eletrônica, clicando no link acima. Feita a apuração, os vitoriosos serão homenageados com o troféu, em uma grande festa, cuja programação que será divulgada em breve.  É normal os artistas fazerem campanhas entre seus conhecidos, alunos e fãs, até porque se o artista não mostrar seu trabalho pro Brasil inteiro, não tem como ser conhecido (e votado). 

O controle será como no ano passado: votos sequenciados (com intervalos curtos) serão considerados abusivos e descartados, garantindo assim uma campanha limpa.
CATEGORIAS

Existem oito categorias no prêmio Ângelo Agostini:

MELHOR DESENHISTA DE 2014
MELHOR ROTEIRISTA DE 2014
MELHOR CARTUNISTA DE 2014
MELHOR LANÇAMENTO DE 2014
MELHOR LANÇAMENTO INDEPENDENTE DE 2014
MELHOR FANZINE  DE QUADRINHOS DE 2014
MESTRES DO QUADRINHO NACIONAL
PRÊMIO (CONTRIBUIÇÃO AO QUADRINHO NACIONAL) JAYME CORTEZ :

MESTRES DO QUADRINHO NACIONAL
Deve-se votar em TRÊS artistas que tenham se dedicado aos quadrinhos, pelo menos nos últimos vinte e cinco anos. Um Mestre não pode ganhar duas vezes. Veja a lista de todos os premiados para não votar errado.http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_ganhadores_do_Prêmio_Angelo_Agostini 
A lista de grandes profissionais que podem ser lembrados e votados para o prêmio de MESTRE DO QUADRINHO NACIONAL é a seguinte:
-DÉCADA de 50: Fernando Lisboa. 
-DÉCADA de 60: José Meneses, Mario Jaci, Luiz Meri, Kazuhiro, Wilson Fernandes, Manoel Ferreira, Maria das Graças Maldonado, Francisco de Assis, Nilson Azevedo, Lucaz, Edmo Rodrigues, Fernando Almeida, Edgard de Sousa, Antonio Martins, Manuel Nunes, Joseval e Clip Pop.
-DÉCADA de 70: Osvaldo Sequetin, Edgar Vasques, Nelson Padrella, Wanderley Felipe, Ailton Elias, Gualberto Costa, Jal (José Alberto Lovreto), Bira Câmara, Altair Gelattti, Gustavo Machado, Antonio Cocolete, Itamar Borges, Alain Voss, Carlos Edgard Herrero, Luis Podavin, Euclides Miyaura, Eli Leon, Aparecido Norberto (DISNEY), Carlos Avalone, Sérgio Graciano (criou o cabelo do cascão-MSP), Emy T. Y Acosta (responsável pela modernização dos traços da turminha MSP), Gerson Teixeira (MSP), Flavio Almeida. 
-DÉCADA DE 80: Toninho Lima, Cesar Lobo, Francisco Vilachã, Pedro Mauro Moreno, Santiago, Biratan (do Pará), Paulo Branco (Campinas), Arthur Garcia, Marcatti, Aroeira, Paulo Borges, Airon, Verde, Eloyr Pacheco, Dalcio Machado, Mike Deodato.
FANZINES:
José Agenor Ferreira, Aimar Aguiar, Gutemberg. 
ESTUDIOSOS:
Dagomir Marquezi, Djota Carvalho, Paulo Ramos, Valdomiro Vergueiro, Sônia Bybe Luyten, João Antonio Buhrer de Almeida, Paulo Ramos, Elídio dos Santos Neto, Gazy Andraus e Sérgio Augusto. 
MELHOR DESENHISTA, MELHOR ROTEIRISTA e MELHOR CARTUNISTA
Qualquer profissional ou amador que esteve em atividade durante o ano de 2014. Procure folhear revistas, consultar coleções e se informar. Não esqueça dos profissionais que desenvolvem seu trabalho nos grandes estúdios, como o de Maurício de Sousa, que têm seus nomes poucos divulgados. 
MELHOR FANZINE
Título publicado durante o ano de 2014 (mesmo que exemplar único), que seja caracterizado como fanzine, ou seja, com informações, notícias, resenhas ou notas sobre quadrinhos. Não confundir com revistas em quadrinhos independentes, que podem ser votadas na categoria de Melhor Lançamento Independente. 
MELHOR LANÇAMENTO
Valem todas as publicações com produção de artistas nacionais que tiveram seu número 1, exemplar especial ou número único lançado em 2014, para o mercado brasileiro. Como a tarefa de listar todos os lançamentos era insana e deixava várias lacunas, o leitor pode consultar as postagens ao longo do ano no Blog da AQC, ou em outros logs e sites informativos. 
MELHOR LANÇAMENTO INDEPENDENTE
Lançamentos que tiveram o primeiro número, especial ou número único lançado em2014 , para o mercado brasileiro, editado pelo próprio autor ou por pequenas editoras, de baixa tiragem. 
JAYME CORTEZ
Vai para quem tenha incentivado nossa arte através da divulgação, edição, promoção ou qualquer ação que tenha aberto espaço para o quadrinho nacional, também durante o ano de 2014. Evidente que possivelmente esquecemos algum artista, mas você pode nos enviar a sugestão (biradantas@globo.com), que o incluiremos na lista. 
QUASE TUDO SOBRE O TROFEU ANGELO AGOSTINI
http://www.bigorna.net/index.php?secao=artigos&id=1134708984

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Morphine entre as 25 melhores HQs de 2014

Morphine, minha mais recente graphic novel, foi eleita pela Revista O Grito! como uma das 25 melhores HQs nacionais de 2014! Veja a lista completa neste link.



Estou muito feliz! Obrigado a toda a equipe pela honra, ainda mais dividindo a lista com grandes autores e grandes HQs. Morphine é um trabalho do qual me orgulho muito e espero que possa chegar a muitos novos leitores em 2015.



Confira uma crítica de Morphine pelo Jota Silvestre, do Papo de Quadrinho.

Você pode adquirir seu exemplar de Morphine na Lodjinha: www.lojamais.com.br/mariocau

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Rumo a 2015!

Oi, pessoal! Já faz alguns anos, eu acho, que não faço um post de fim de ano aqui no Blog'n'Roll. Mas vamos corrigir isso agora!

Se eu tivesse que resumir, diria que 2014 foi um ano espetacular.

Mas aqui no Blog tenho tempo/espaço. Quero elaborar um pouco mais. A minha gratidão é imensa por tudo que vivi esse ano. Foi um ano de crescimento profissional e pessoal, de aprendizado, de arriscar coisas novas. Ano de ir para grandes eventos, de publicar e produzir, de inovar.




No campo de Quadrinhos, acho que poucas coisas superam o lançamento de Morphine. Vinha trabalhando nesta graphic novel desde o finalzinho de 2012, e passei boa parte de 2013 reescrevendo e desenhando. O primeiro semestre de 2014 foi lento, por conta de outros projetos, mas acho que o tempo de maturação foi bom, pois quando voltei a focar no livro, tinha tudo melhor resolvido. Mudei o final, fiz mais páginas, resolvi a capa.

Morphine foi lançada em setembro, após uma bem-sucedida pré-venda na minha também nova Lodjinha. O lançamento oficial aconteceu durante a Gibicon, em Curitiba, e a recepção do livro está sendo muito boa. Já ouvi elogios, críticas e resenhas, e estou muito feliz com o que dizem. É uma história que eu nem sabia que ia contar, que começou pequena e modesta e evoluiu para algo maior do que eu já havia feito. Lennon, Lara, Bruno, Diana e Alex agradecem, comigo, o carinho dos leitores, e prometem voltar em breve.

Falando na Gibicon, esse ano foi intenso em relação a eventos! Não só participei da Gibicon, mas também da Comic Con Experience, Santos Comic Expo, Fliq Natal, Feia, TriArte, CaixaAberta, CAF, AGE, Fest Comix, entre outros... Em todos, tive a oportunidade de levar meu trabalho a novos e velhos leitores, e compartilhar a minha experiência em HQs, ilustração, Arte...

Participei como convidado da Bienal Internacional do Livro de São Paulo, onde ministrei duas atividades de desenho e pintura, focadas nos meus trabalhos recentes em Dom Casmurro e Terapia.

Dom Casmurro e Terapia foram, ainda, premiados no Troféu HQMIX, nas categorias "Melhor Adaptação para Quadrinhos" e "Melhor Web Quadrinho", respectivamente. A última, aliás, pela segunda vez: Terapia é bicampeã na categoria. Ser reconhecido pelos seus colegas de profissão é uma sensação maravilhosa, e esse ano pude dividir isso não só com meus parceiros Felipe Greco, Rob Gordon e Marina Kurcis, mas também meus pais, minha bela Monica, e tantos amigos, que me acompanharam na cerimônia de entrega do troféu.

Terapia, aliás, continua, apesar do ritmo um pouco reduzido. Foi necessário para conseguirmos dar conta, afinal, nossas agendas estavam lotadas. Conseguimos entregar praticamente todas as recompensas da nossa campanha do Catarse, e nosso livro foi indicado ao HQMIX duas vezes. Tivemos recentemente uma reunião bem legal com a Editora Novo Século para definirmos um planejamento para o ano que vem. Coisas boas virão disso!

Produzi muitos Quadrinhos! Paralelo à produção de Morphine, totalmente autoral, colaborei com outras coletâneas: Cripta do Shogum, Um Rock para Caçador, Feitiço da Vila... E vem mais por aí, também. 2015 nem começou e já estou cheio de planos.

Trabalhei com grandes clientes, fiz grandes parcerias, e me sinto muito mais apto como ilustrador. É preciso uma grande dose de profissionalismo, saber dizer "não" a propostas absurdas, saber cobrar pelo seu trabalho. Cada freelance é uma conquista, um aprendizado. Colhemos frutos de todo trabalho bem feito, de toda parceria de sucesso.

Continuei dando aulas na Pandora Escola de Arte, um lar, com uma equipe de profissionais invejável, e alunos sensacionais. É muito recompensador poder trocar experiências e acompanhar tanta gente bacana em seus caminhos artísticos. Nós nunca estamos prontos, como artistas, e fico feliz de saber que minha contribuição tem sido positiva.

Acredito sempre no poder do pensamento positivo, do otimismo, de batalhar pelo que acredita e ter uma paixão pela Arte e pela vida. Sou muito grato por ter tido um ano tão bom em tantos sentidos. Os desafios e problemas que encontramos (eles existem, não se iluda) vão sendo resolvidos com muito amor no coração e fé em algo maior. Mas o importante é continuar indo em frente.

Desejo a todos um Feliz Natal, e um grandioso Ano Novo. Que 2015 seja ainda mais espetacular que 2014!

Nos vemos em breve com muitas novidades e novas histórias!







sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Como foi - CCXP 2014

A hashtag mais usada para antecipar a Comic Con Experience era #VAIserEPICO!

Hoje, podemos com toda certeza usar a hashtag #foiEPICO sem o menor medo.

Entre os dias 4 e 7 de dezembro, o São Paulo Expo foi palco do maior e mais importante evento de cultura pop do ano. A CCXP reuniu mais de 80 mil pessoas, mais de 240 autores, estúdios, editoras e lojas, em uma catarse sem precedentes no Brasil.



O objetivo do evento era proporcionar experiencias, como a experiência de estar numa Comic Con americana, e eles conseguiram isso perfeitamente. Eu já tive a oportunidade de visitar duas Comic Cons: a de San Diego (2008) e a de Nova York (2012), e oque vimos em São Paulo nesse último fim de semana não deixou a desejar. Foi um pouco menor, claro, pois é um evento novo e não temos a tradição de produção de cultura pop que os EUA têm, mas já começamos muito bem.



Ver estandes da Marvel/Disney/LucasFilm, Panini, de várias marcas de estatuetas e bonecos, da Devir, minha editora em Dom Casmurro, e tantos outros... Eu torço para que, nas próximas edições, a CCXP faça ainda mais parte da agenda dos eventos internacionais, reservando para nós surpresas e exclusividades como acontece lá fora; e como aconteceu aqui, este ano, com, por exemplo, a estreia mundial do trailer de Exterminador do Futuro: Genesys, Big Hero Six e do último filme do Hobbit. Todos os eventos contando com atores e atrizes, produtores, e etc.

O pavilhão estava tomado por pessoas, fãs, leitores, geeks, nerds, curiosos. Chame do que quiser. Estávamos lá para celebrar uma grande conquista para nosso mercado: um evento que provasse, de uma vez por todas, que é possível viver, curtir e trabalhar com arte. Especialmente, quadrinhos. Autores nacionais e internacionais ocuparam o que foi o maior Artist Alley de todos os tempos (pelo que consta). Eu não pude conversar direito com todos meus amigos e colegas, pois foi um evento intenso, com muito público e muitas vendas, mas estou muito feliz pelo sucesso de todos eles.





Estar no Artist Alley para mim era mais que óbvio. É como o FIQ, você simplesmente TEM que ir se é um autor, e se quiser estar no mercado de HQs nacionais. E foi espetacular. Ao mesmo tempo em que tenho a oportunidade e privilégio de aconselhar novos autores e pessoas com vontade de produzir, vejo meus amigos curtindo o evento e aumentando seu público. Além disso, a sensação de estar próximo de meus ídolos, heróis de infância, como Luke Ross e Roger Cruz, e saber que hoje sou um autor como eles, é boa demais.

As vendas superaram todas as expectativas, e imagino que isso seja a opinião de todos os artista que estavam lá. Esgotei tudo que levei de Terapia, Artbook e Morphine! O último exemplar de Morphine, aliás, foi levado por ninguém menos que Fernando Caruso, ator, humorista e colunista do Abacaxi Voador - um apaixonado por quadrinhos!



Acho que nem público, nem autores, nem as empresas e estúdios presentes, nem a organização esperavam algo tão especial.

A CCXP mal terminou e já mudou muito do cenário nacional de HQs. Muita gente do grande público agora conhece a vasta porém pouco conhecida produção autoral e independente. Os outros eventos podem começar a se organizar para estabelecer cronogramas e agendas funcionais, ao invés de tentar desbancar uns aos outros (não que eles façam isso de fato...). Os autores, dos mais amadores aos mais conceituados, viram que sua produção têm sim público interessado, e que é possível esgotar tiragens independentes em pouco tempo, ganhando muito mais do que com editoras e tendo muito mais controle editorial e criativo no processo. As empresas, estúdios e editoras podem perceber que estarem eventos é essencial para aumentar público, para vender e para firmar parcerias e conhecer autores promissores, e, por que não, trazer novidades programadas especificamente para esse evento.



Tudo mudou, eu espero, a partir de agora. Foi épico, vai continuar sendo, e eu estarei lá pra ver tudo de novo.

Fica o meu agradecimento caloroso (vários abraços foram dados por lá, e mando mais ainda por aqui) à organização do evento, Omelete e Chiaroscuro, e especialmente, ao Ivan Freitas da Costa, cuja paixão, dedicação e profissionalismo estavam transbordando não só dele, mas por todo o evento. E um agradecimento especial, ainda, aos leitores e fãs que vieram à Mesa 108 conversar, comprar meus trabalhos e viver a HQ nacional comigo. O carinho de todos vocês faz essa jornada ser muito especial.

Até o próximo ano!

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Evento - CCXP

Um dos eventos mais aguardados do ano - se não o MAIS aguardado! - está chegando! A Comic Con Experience vai trazer ao Brasil, pela primeira vez, a experiência de um evento internacional nos moldes das Comic Cons de San Diego (fui em 2008) e de Nova York (fui em 2012). Já vi como esses eventos são, e estou muito empolgado!

Estarei lá nos dias 5, 6 e 7, na Mesa 108 do Artist Alley (mapa abaixo), com o Daniel Esteves, roteirista premiado e parceirão de longa data. Teremos nossas HQs e lançamentos especiais.







Também participo do painel "Quadrinhos Digitais: a próxima fronteira", onde debateremos a publicação de HQs online com a participação de Vitor Cafaggi, Ana Recalde, Cadu Simões e Fábio Coala.

Não perca! O evento será épico. Você pode conferir a programação completa no site oficial do evento: CCXP.com.br


quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Vídeo - FLIQ Natal

Um vídeo sobre a FLIQ - Feira de Livros e Quadrinhos de Natal, da qual participei esse ano, junto a grandes nomes das HQs e literatura nacionais! Tem um depoimento meu, também.



Foi um ótimo evento! Saiba mais neste post.