quarta-feira, 8 de abril de 2015

Vídeo - Depoimentos dos premiados do Angelo Agostini 2015

Foi publicado pelo perfil da Visual-ARTV os depoimentos dos vencedores do Troféu Angelo Agostini de 2015, que premiou ou melhores de 2014.

Tive a honra de ganhar o prêmio como Melhor Desenhista, e você confere aos 12 minutos e 35 segundos do vídeo o meu depoimento.

Agradeço mais uma vez a todos que votaram em mim, à comissão do AA, e ao Luís Roberval, que produziu este e outros vídeos do evento pra Visual-ARTV.





segunda-feira, 6 de abril de 2015

HQ - Indifference

Publiquei uma História em Quadrinhos inédita, gratuitamente, no meu site e no Petisco. Produzida em meados de 2006, essa HQ é uma adaptação da música homônima da banda Pearl Jam, uma das minhas favoritas. Na época eu vinha explorando a temática e produzindo muitas HQs com uma temática melancólica, e essa música é uma das melhores para se tirar inspiração.

Como ela é meio antiga, o traço e a técnica estão um tanto diferentes, mas já dpa pra perceber o embrião do que meu trabalho viria a se tornar, em, por exemplo, Dom Casmurro (produzida de 2009 a 2012) e Terapia (de 2011 até atualmente).

Usei a técnica de “branco sobre preto”, que consistem em pintar, usando lápis de cor e guache brancos, sobre papel preto. Toda a concepção do desenho nesta técnica é diferente do que costumo fazer no papel branco, com tinta preta.


Além de Indifference, já foi publicada no mesmo formato uma outra HQ da gaveta e inédita: Pão e Rosas, com roteiro de Hector Lima, que você conhece aqui.




segunda-feira, 16 de março de 2015

Entrevista: Sphera Geek

Participei de um podcast muito bacana com o Thiago e a Arita, do Sphera Geek, sobre Histórias em Quadrinhos, minha carreira e meus trabalhos, literatura e arte.

Foi muito bacana, e agradeço o espaço e o carinho do pessoal!

Veja a primeira parte aqui:



E a segunda parte, aqui:



Página do Facebook do SpheraGeek.

quinta-feira, 12 de março de 2015

Workshop - Quadrinhos, da ideia à publicação!

No próximo dia 21, sábado, acontece na Pandora Escola de Arte um workshop sobre produção de Histórias em Quadrinhos comigo e os amigos Eduardo Ferigato (QUAD, The Last Phantom) e Marcelo Maiolo (colorista da Marvel e DC Comics)!




As inscrições estão abertas e as vagas são limitadas! Saiba mais sobre o curso:

O workshop conta com 3 profissionais consagrados da HQ nacional e internacional que vão comentar, passo a passo, de que maneira você, roteirista, desenhista ou mesmo amante de HQs deve proceder para emplacar seu projeto, desde a primeira ideia até a publicação do livro.
Data: 21/03 (sábado)
Carga horária: 4 horas - 13h00 às 17h00
Investimento: 150 reais
VAGAS LIMITADAS. Ligue, se informe e reserve a sua!
Programação_____________________________________________________

Apresentação
Planejamento da Hq
IdeiaSinopse
Estruturando o universo
Direcionamento - Estilo - Público alvo
Roteiro
Produção da HqThumbs
Template
Layout
Arte Final
Cores
Letreiramento
Projeto gráficoBoneco
Capa
Revisão
Financiamento
Impressão
Marketing
Distribuição
Eventos
Perguntas do Público
Avaliação de Portfólio

Wkshp HQ blog  Ferigato3

Wkshp HQ blog  Maiolo
Wkshp HQ blog CAU

quinta-feira, 5 de março de 2015

HQ - Pão e Rosas

Amanhã, dia 6 de março, vai ao ar uma nova HQ! Inédita, ela é uma parceria minha com o roteirista Hector Lima. Essa HQ ficou um tempo na gaveta, e achamos que agora é a hora de finalmente publicarmos.

Pão e Rosas será publicada na íntegra essa sexta, simultaneamente nos sites do Petisco e do Fictícia, e também nos nossos sites pessoais. Achamos que ela se mantém atual e ajuda a incentivar uma reflexão sobre nossa sociedade hoje.



Leia no Petisco - Porção Extra.

Leia no Fictícia.

Leia no Blog do Hector.

Leia no meu site.

Abaixo, o release completo e algumas imagens!




PÃO E ROSAS - HQ DE HECTOR LIMA E MARIO CAU HOMENAGEIA O DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Os sites Fictícia [http://ficticia.org] e Petisco [http://petisco.org/disponibilizam nesta sexta (7), simultaneamente e de forma gratuita, a HQ "Pão e Rosas". Com roteiro de Hector Lima ("Sabor Brasilis"), arte de Mario Cau ("Dom Casmurro", "Terapia") e letras de Pablo Casado ("Mayara & Annabelle"), trata-se de uma versão romanceada da "Greve do Pão e Rosas". É como ficou conhecido um dos eventos mais marcantes da luta pela melhoria de condições de trabalho. 

Em Janeiro de 1912, uma greve de cerca de 20 mil trabalhadores da indústria têxtil parou a cidade norte-americana de Lawrence, Massachusetts, por mais de dois meses. Ninguém acreditava que crianças e mulheres, em sua maioria imigrantes que se submetiam a condições terríveis, conseguiriam se organizar em protesto a um corte de salário.

"O Dia Internacional da Mulher não foi criado a partir de um fato único," diz o roteirista Hector Lima, "mas a partir de vários eventos que refletiam uma insatisfação das mulheres trabalhadoras. O oito de março é uma data comum a várias greves de tecelãs pelo globo (União Soviética, Estados Unidos e vários países da Europa) em movimentos de orientação socialista e anarquista".




O artista Mario Cau falou sobre a pesquisa visual: "Algumas imagens vieram da pesquisa do Hector para o roteiro. Encontrei referências pela internet, como a Ayer Mill, e imagens da polícia de lá barrando manifestantes. Além disso, já vinha pesquisando a arquitetura e vestuário de época para "Dom Casmurro" (Devir, 2013). Enquanto ia planejando as páginas, achei interessante dividir o flashback da greve e o depoimento de Camella em cores, feitas com ecoline. Isso enfatiza também os ânimos, com a greve fervilhando e o depoimento calmo e contido de Camella." 





Segundo o roteirista, a greve de Lawrence foi uma das mais marcantes pela duração, quantidade de mulheres e crianças, além da atenção que gerou para a desigualdade de gênero - um tema que ressoa com os quadrinistas: "Tanto para mim quanto para o Mario e o Pablo Casado - que fez as letras de 'Pão e Rosas' e o roteiro de 'Mayara & Annabelle', é importante mostrar com naturalidade personagens femininas tridimensionais", disse Hector. "Sempre convivi com mulheres trabalhadoras que precisaram lutar por condições melhores. Historicamente os homens levam créditos por várias conquistas, mas não precisa ir longe: a mulher brasileira ainda trava essas lutas todos os dias".

Mario completa: "Eu me sinto triste e frustrado ao ver que em 2015 e ainda existem a cultura e instituição machistas. Não deveria haver diferença alguma entre as pessoas. Fala-se de igualdade, mas muitas pessoas nem sabem que podem agir e pensar diferente! Hoje, tanto quanto antes, é preciso encarar isso com seriedade e sensibilidade, sem pensamentos retrógrados. Seja em relação ao espaço da mulher, do negro, do gay, do imigrante... qualquer um. Espero que nossa HQ sirva também como momento de reflexão sobre tempos melhores para todos, sem exceção."

http://ficticia.org / http://petisco.org/




Autores:

Hector Lima - roteiro
Redator e roteirista. Seus gibis saíram em coletâneas como “Manticore” e MSP Novos 50 (roteiro indicado ao Troféu HQMIX de 2012). Publicou “O Major” (indicado ao HQMIX de 2008), escreveu “A Rainha do Grito” para “Necronauta Vol. 2” (de Danilo Beyruth), e co-roteirizou com Pablo Casado o álbum “Sabor Brasilis" (Zarabatana - indicado a "Melhor Edição Nacional" no HQ Mix 2014). Organizou a coletânea "Inkshot" (MonkeyBrain Comics, 2013) e publicará em 2015 "Barão Macaco" e "Mulheromem" pela Fictícia, selo do qual é co-fundador
http://hectorlima.com

Mario Cau - arte 
Quadrinista compulsivo e apaixonado por contar histórias, Participou de diversos títulos, eventos e palestras no Brasil e exterior. Co-autor da webcomic "Terapia" (petisco.org/terapia), bicampeã do Troféu HQMIX, com Rob Gordon e Marina Kurcis, e da adaptação de "Dom Casmurro", com Felipe Greco, obra vencedora do Prêmio Jabuti e do Troféu HQMIX. Seu mais recente trabalho é a graphic novel "Morphine", um drama cotidiano e urbano, sobre inadequação, distância e paixões perdidaswww.mariocau.com

Pablo Casado - letras
Nascido e criado em Maceió, Alagoas, é roteirista de quadrinhos e filmes. Integrante do coletivo Fictícia, é co-autor das HQs “Sabor Brasilis” (Zarabatana Books), contemplada pelo ProAC, e de “O Clube dos Monstros dos Bairros Distantes”. Escreveu e editou o primeiro volume de “Mayara & Annabelle”, com arte de Talles Rodrigues. Co-produziu e roteirizou dois curtas por sua produtora, a Muamba Cultural
http://pablocasado.net/




quarta-feira, 4 de março de 2015

Trasmuriliana: Poesia e Quadrinhos

O Museu de Arte Murilo Mendes comemora dez anos em 2015, e para celebrar o aniversário, convidou vários artistas de Juiz de Fora, cidade onde o museu se localiza e cidade-natal do poeta e escritor que o nomeia, e do Brasil todo para prestar homenagem a essa figura tão importante da nossa arte.

Eu fui um dos convidados, e nosso objetivo era contar, em apenas uma página de Quadrinhos, uma história que adaptasse ou fosse inspirada por um poema de Murilo Mendes. O poema escolhido foi "Amantes", e eu fiquei muito feliz, pois tem tudo a ver com a temática dos meus trabalhos autorais de HQ.

Abaixo, você confere minha página, e logo após, o poema em questão.



"Amantes - Murilo Mendes
Os dois amantes sentados num banco
Já se cansaram, nem se olham mais,
Esgotando os beijos e os abraços.
Pensaram um dia que o carinho fosse eterno:
Estão ligados somente pela falta de assunto
E pelo murmúrio das ondas
A luz da tarde é febril
É triste o final do amor."


Agradeço de coração ao convite feito pelo MAMM, e deixo meus parabéns a todos pelos trabalhos!


O MAMM fica em Juiz de Fora, e você pode saber mais sobre o museu e a exposição no site oficial.


Leia a matéria inteira no link, ou veja abaixo um trecho:

O Museu de Arte Murilo Mendes (Mamm) inicia as celebrações dos seus dez anos de existência levando a obra do poeta e escritor juiz-forano para o universo das histórias em quadrinhos a partir do próximo dia 10, quando será aberta a exposição “Transmuriliana”, com trechos de obras do artista transpostas para a nona arte por meio de traços, cores e experimentações de 21 artistas locais e de vários pontos do país. A mostra, que fica no local até 10 de maio, também terá expostos os trechos originais acompanhados dos áudios gravados por dez artistas de Juiz de Fora.
Entre os quadrinistas convidados, há nomes locais como Carmina Usher, Lu Freesz, Paula Januzzi e Manzanna, e outros mais conhecidos no cenário das HQs nacionais: Mario Cau (melhor desenhista de 2014, segundo o Prêmio Angelo Agostini), Walter Pax e Gazy Andraus, que vai apresentar a palestra “A arte poética das histórias em quadrinhos” no dia da abertura. Segundo o curador da mostra, Thiago Berzoini, “Transmuriliana” é resultado da ideia de unir os quadrinhos ao trabalho do criador mineiro e deve-se à interface de sua obra com as artes em geral. “A própria obra literária tem esse diálogo: ela é muito visual, e ao convidarmos esses artistas temos a oportunidade dessa ‘transmidiação’ da obra dele através de várias plataformas. Podemos abrir o museu para esse diálogo, pois as histórias em quadrinhos foram marginalizadas e hoje são consideradas refinadas. Esperamos trazer um público também não tão ligado às artes e que descubra, pelos quadrinhos, o potencial do museu”, diz Thiago.
Para a exposição, Berzoini leu diversos títulos de Murilo Mendes, entre eles “Poliedros” e “Convergências”. Depois, foi selecionando os textos de acordo com os artistas e realizando os convites. “Os quadrinhos foram meu objeto de pesquisa, então conhecia o trabalho deles. Enviei as obras para leitura, e eles ficaram empolgados com o projeto. Acredito que houve um casamento entre os quadrinistas e o que foi sugerido a eles, que tiveram toda liberdade para adaptar”, conta. “Tem muita coisa bacana, com todo tipo de técnicas. Em ‘A bola de cristal’ (Guilherme Batista), a leitura do artista foi uma guerra nuclear, uma coisa inusitada. Quando li o poema não tive essa imagem. As ideias da guerra, da bomba, que vieram dele, foram muito fortes.”
Fio narrativo
“Transmuriliana” é dividida em quatro temas (masculino, feminino, natureza e mística) para, de acordo com Thiago, fazer um apanhado desses arquétipos em particular. “O público poderá perceber que essa seleção vai permitir uma ordem de leitura que vai ‘conversando’, formando uma narrativa, mesmo entre livros diferentes. Como em dois poemas que têm uma mulher com o mesmo nome, Berenice. É um fio narrativo e às vezes imagético da obra do Murilo.”
A programação em comemoração aos dez anos do Mamm não vão parar na mostra, adianta Thiago Berzoini. “Teremos outras exposições ao longo do ano, com outras abordagens. A próxima mostra está em fase de organização e será com obras já expostas anteriormente no museu, que tratem do trabalho do Murilo Mendes. Temos outras ideias ainda em planejamento”, diz o curador, adiantando que haverá um catálogo virtual de “Transmuriliana”, lançado posteriormente.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Evento - Autógrafos na Monkix

Neste sábado, 28 de fevereiro, estarei na Monkix Livraria para uma sessão de autógrafos com os autores do Petisco e nossos mais recentes trabalhos.

Além de mim, estarão por lá Ana Recalde (Beladona), Daniel Esteves e Alex Rodrigues (São Paulo dos Mortos Vol. 2), Will e Sam Hart (2x10) e Omar Voiñole (Coelho Nero 2).

Eu estarei autografando Morphine! E quem comprar neste dia ganha um sketchcard personalizado de presente.



Confirme sua presença no evento do Facebook e acompanhe as novidades!

A Monkix fica na Rua Harmonia, 150, Loja 3, em São Paulo. Nos vemos lá!

====
Release:
Sábado, 28/02, autógrafos do Petisco Webcomics na Monkix.

Com as presenças de:
Daniel Esteves e Alex Rodrigues
São Paulo dos Mortos volume 02:
A série conta histórias de zumbi ambientadas em São Paulo.
Nesta edição acompanhamos a jornada de Deivison, um motoboy que dá um jeito de sobreviver no mundo infestado por zumbis. Ele procura uma encomenda na liberdade, entre mortos, gatos, cosplayers e um inusitado karaokê.
Participações especiais: Wagner De Souza, Samuel Bono, Will, Al Stefano, Laudo e Denis Mello

Will Sideralman e Sam Hart
2x10:
Comemora os 10 anos nas HQs de Sam e Will, trazendo duas histórias que são apresentações de projetos futuros. Projeto Mega-Ultra Super Secreto, de Sam Hart com diálogos de Cadu e Uma Aventura de Verne & Mauá: Mil Léguas Transamazônicas, com roteiro de Spacca e desenhos de Will. Contendo ainda material adicional como esboços, linha do tempo, entrevistas e um pôster na página central, ao todo 48 páginas, em formato americano, colorida, com duas capas e leitura flip-flap (invertida em relação à outra) ao preço de R$ 10,00.

Mario Cau
Morphine:
Uma HQ sobre amizade, inadequação, paixões perdidas e desencontros. Um drama cotidiano, urbano e melancólico que vai levar cinco amigos de vinte-e-poucos anos a questionar as consequências de suas ações ou da falta delas. Embalada a boa música e doses de álcool, do café ao bar, do bar à ressaca, da ressaca ao café.

Ana Carolina Recalde Gomes
Beladona: HQ de terror que se passa em dois mundos, um do Rio de Janeiro e outro dos pesadelos. Acompanhe Samantha em seus sonhos mais aterrorizantes e tente sair ileso.
Desenhista: Denis Mello.

Omar Viñole
Coelho Nero:
Mal-humorado, ranzinza, de temperamento ácido e crítico, o Coelho Nero, personagem criado pelo desenhista Omar Viñole, ganha sua segunda coletânea impressa.
Simpático – Só que não. Assim como a primeira coletânea, lançada em 2013, também traz 48 tiras (a maioria foi publicada no blog do personagem http://coelhonero.blogspot.com/ ) e material inédito, produzido para esta edição.

Venha bater um papo, tomar uma cerveja e comprar ótimos quadrinhos!

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Relembrando o Troféu HQMIX

O amigo Luís Roberval Sales, da Visual-ARTV, publicou no Youtube um vídeo com a cerimônia de entrega do Troféu na íntegra! Lá, você pode conferir todos os discursos dos vencedores e os shows do intervalo, com Carlos Carecca.

Me emociono ainda pelas duas vezes que estive no palco nesta edição: recebendo a categoria "Melhor Adaptação para Quadrinhos", com Felipe Greco, por Dom Casmurro (minuto 1:02:00); e a categoria "Melhor Web Quadrinho", com Rob Gordon e Marina Kurcis, por Terapia (minuto 1:25:29).




Obrigado, Luís! Assista o vídeo neste link, ou abaixo, no player.


sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Quem é o leitor brasileiro de Quadrinhos?

Essa foi a pergunta que o jornalista Jota Silvestre, do Papo de Quadrinho, se fez. E, com uma pesquisa muito bacana, com mais de 2 mil participantes, ele pôde definir um pouco dessa resposta.



terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Troféu Angelo Agostini: os vencedores!

O resultado do 31º Troféu Angelo Agostini foi divulgado hoje... E eu ganhei na categoria Melhor Desenhista de 2014!




MUITO OBRIGADO a todos que votaram em mim! Estou muito feliz com o prêmio e o reconhecimento do meu trabalho... Que, como vocês sabem, é repleto de paixão. Este troféu representa para mim uma recompensa muito gratificante pelo meu trabalho no ano passado... Produzi muito, publiquei várias HQs em antologias e lancei minha primeira graphic novel solo, Morphine. Além, é claro, da produção de Terapia, que é onde eu me desafio e reinvento a cada página.

Estou sempre buscando evolução, desafios e novas formas de contar minhas histórias. Ser desenhista, quadrinista, ilustrador, não é tão fácil quanto parece. E, às vezes, eu até perco um pouco a energia... Mas tudo sempre volta à mesma empolgação de antes quando me dou conta de quanto amo o que faço!

Meus parabéns aos outros vencedores, especialmente meus amigos e parceiros de quadrinhos Felipe Cagno (Melhor Roteirista por 321: Fast Comics, do qual também participei), Paulo Kielwagen (Melhor Web quadrinhos por Blue e os Gatos), e os grandes Laudo Ferreira e Omar Viñole, pela épica obra Yeshua, uma das melhores que já li, na categoria Melhor Publicação de 2014.

E, à comissão organizadora, fica o meu agradecimento e congratulações também! Confira a lista completa dos vencedores das outras categorias no site da AQC.




O Troféu será entregue numa cerimônia no dia 31 de janeiro, em São Paulo, a partir das 13 horas, no MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA (Auditório da Biblioteca). Confira a página do Facebook e programe-se!