terça-feira, 25 de setembro de 2007

Dante

Em meio a um vento que grita enquanto corta as paredes do prédio em que moro, termino (um pouco aos trancos, mas ainda assim termino) a primeira perte da Divina Comédia, do Dante.

Li no livro velho, com ilustrações estranhas e oníricas, de páginas amareladas, que roubei sutilmente de uma caixa de papelão largada na chpacara de um amigo há anos. Li, finalmente, impulsionado pelo pedido mais que aceito da minha queria amiga e professora Paula.

A tese dela (a teseeeeee, infinita teseeeeee) é sobre o maluco do Dante, e agora que a defesa se aproxima, ela convidou a mim e meus amigos (popularmente auto-conhecidos como "a Corja") para ilustrarmos o inferno de Dante. Eusempre quis ler, sempre senti uma atração pela história.

E estou trabalhando nas ilustras. A vontade é de fazer me HQ, tudo, todo o Inferno. É muito legal mas às vezes se perde em bla bla blas. A mim interessa muito mais as descrições. E o Dante sempre insiste que o inferno é escuro, de atmosfera densa, um clima pesado. Escolhi usar papel preto e guache/lápis branco. O resultado está ficando muito bom... Logo posto aqui alguma coisa, o ruim desse tipo de técnica é que fica quase inviável escanear...


Gostaria de ilustrar tudo, e quem sabe, propor pra alguma editora.
Mais um projeto...

Como não tenho nenhuma imagem digitalizada do Dante, vai uma outra na mesma técnica...

Nenhum comentário: