terça-feira, 13 de maio de 2008

O Teatro Mágico [atualizado]


Dia 8 de maio, eu e a Poli fomos asistir ao show do Teatro Mágico no Campinas Hall.
Lá encontramos Thadeu e Sergião, amigões e alunos da Pandora.
Achamos um lugar bem legal, mas não dava pra ver o baterista (aliás, eu como um desta casta, admito que tocar no fundo do palco é um saco, e que nem sempre as pessoas conseguem te ver da pista) nem o tecladista (outra casta meio menosprezada, eu acho).

O show, nem preciso falar, foi fenomenal.
Aliás, fantástico.
Aliás, SENSACIONAL.

Abro parêntese para sentir uma certa vergonha alheia pelo mal-uso e banalização desse termo, sensacional, causado por pessoas próximas, e nem sempre, ou em nenhuma vez, por mal, mas simplesmente mal-empregado. Sensacional vem de sensação. Uma coisa sensacional é algo que provoca sensações diversas, ou pelo menos uma bem provocada. Falar sensacional para qualquer coisinha banaliza. Mas tudo bem, porque não depende de mim os rumos tortuosos que o português toma (tanto a língua, quanto o tiozão da padoca).

E por isso, com a mea culpa feita, volto a afirmar que o show do Teatro foi SENSACIONAL.

Anitelli é um gênio.

Não só ele, claro. A banda em si, todo mundo que pisa no palco, dos palhaços aos trapezistas, os músicos, o pai do caraque dá uma puta força, os técnicos... Todo mundo lá merece um apaluso em pé com olhos marejados.

As músicas, que eu desconheço até agora, me atingiam como mágica mesmo. Sentia a mesma coisa ano passado em amparo, quando vi o show deles pela primeira vez. É lindo demais. Eu ouvia cada frase de cada poema-musica-cena-pintura-brincadeira como verdades bonitas, daquelas que a gente acredita quando é criança porque tudo é mágico e verdadeiro quando se é criança, e que hoje ainda guarda com saudade porsaber que na real tudo é mais cinza do que eles cantam.

Eu sinto saudade por osmose ouvindo as canções, sentindo a poesia quase quietinha, mas quase gritando. Sinto coisas que não sei explicar. Sinto vontades, desejos, trsitezas, alegria,s saudades, amor, solidão, sinto tudo. Sinto vontade de explodir mil sóis de dentro rpa fora e simpelsmente ser o que todo mundo deveria ser. Ou pelo menos oque ue deveria ser e não consigo, por um motivo ou outros.

É tudo tão bem escrito e composto, e tocado e falado com tanta vontade, tanta força, tanto fogo... É de se invejar.

Agora, ouvindo o CD deles que eu muito gratamente baixei e gravei, como so mesmos pedem, posso dar início a uma imersão um pouco tardia no universo deles. Quero destrinchar as poesias bonitas e as melodias quase melancólicas. Quero entender melhor, mas sempre trsite por não poder ter os outros 60%, que só podem ser experienciados vendo eles ao vivo.

Um medo que tenho na verdade é com a fama de tudo isso. Todos sabemos quanto caos e problemas o "popismo" traz. Espero de coração que Anitelli não seja elevado a deus da cultura popular, ou pior, a ídolo teen de classe média-alta. Sei que não é isso que ele pretende. A poesia nele é muito maior. Espero que não banalizem a poesia dele.

Deixando a neura de lado, eu aplaudo a trupe toda. Todos eles merecem muito. Merecem tudo. Merecem o melhor. Essa mistura deliciosa de poesia, com mpusica, com teatro ecirco, com artes, com tudo, com todo o essencial... É sensacional demais pra descrever. Confesso, nãosou suficientemente poeta para descrever oquanto sou grato a esse pessoal pelo trabalho que desenvolvem. Eu sinto vontade de cantar, dançar, tocar, chorar, gritar, voar, sonhar, pintar e desenhar, de tanta poesia que transborda de vocês e do seu trabalho. Queria eu causar tudo isso com meu trabalho!!

[atualizado]
Agora me veio à mente o que eu realmente queria dizer com o que senti e sinto em relação ao Teatro Mágico: É um EXPERIÊNCIA ESTÉTICA.
Reúne diversas coisas, diversas mídias e linguagens, criando um conjunto sensorial absurdamente bonito e cativante. E claro, inspirador.
[atualizado]

Não há palavras.
Como diz o Sergião, é inenarrável.

É demais pra capacidade reduzida com as palavras eimagens que eu apresento ultimamente.





Só enquanto eu respirar, vou me lembrar de você.

3 comentários:

Mariana Guerra disse...

Você foi... eu queria MUITO ter ido. Até iria arriscar falar que você veio postar isso apenas para me fazer inveja(leva em consideração que eu sou a principal leitora e a mais viciada em TM), mas você passou tão bem o sentimento que eu me senti lá. As músicas eu conheço todas, mas o sentimento, só estando lá.
Eu gravei o CD pra você, entrada para raros. Vou subistituir pelo Segundo Ato, ok? Hahaha E o DVD também, se quiser, eu gravo Fragmentos III, uma amiga comprou para mim nesse show.

Eu que agradeço a parceria, se não fosse você, hoje eu não seria nem metade do que sou.

Mariana Guerra disse...

A razão para Lollypop estar lá é: a música que, sem dúvida, eu queria ouvir no meu aniversário. Ok, ela pode não ter muito conteudo poético, se for avaliar. É um tanto maluca, aliás, mas é MUITO divertida! Eu me seguro para não cantar feito louca na lan house! E eu só tenho Love Today no celular, e eu fico maluca cantando, pulando.
A razão para gostar de Mika é me fazer ficar alegre. Ele é muito animado e colorido.

Meu querido, e precisa retribuir o presente? Só você gostando me satisfaz! :)

"Everybody's gonna love today, gonna love today, gonna love today.
Everybody's gonna love today, gonna love today.
Anyway you want to, anyway you've got to, love, love me
love, love me, love, love"
:D

Anônimo disse...

é,

vc tem o dvd, ou sabe d algum link do O teatro mágico DVD Fragmentos III


valeu