terça-feira, 18 de março de 2008

Recompensa...?

"Quando somos pequenos, o tempo é grande.
Quando ficamos grandes, o tempo é pequeno."

Ouvi isso no comercial do Bradesco logo depois de terminar de ler o penúltimo volume de Sandman, "Entes Queridos".

Pensei no Sandman, nos meus entes queridos, no tempo.
Pensei nos sonhos e bem...



...não cheguei a grandes conclusões.














...e aí no Jornal da Globo, passou a notícia de um flanelinha que encontrou no chão uma carteira com R$ 7.000,00. SETE MIL REAIS
.
E devolveu pro tiozão que tinha perdido.

E o tiozão disse que todo mundo tem preconceito e desconfiança desse pessoal, mas que naquele dia o preconceito dele caiu totalmente.

E o flanelinha disse que o que importa pra ele é o dinheiro ganho com seu trabalho e seu suor. Em outras palavras, o que importa é ser honesto e correto.

E o tiozão deu R$ 150,00 de gratificação. CENTO E CINQUENTA REAIS.
Não consigo deixar de sentir um sabor amargo e irônico.

Um comentário:

Mariana Guerra disse...

A Bradesco tem propagandas legais. A que decidiu qual seria o meu banco quando eu crescer foi a do Banco do Planeta. Eles financiam o Click Árvore e agora começaram com isso. Sinceramente, foda-se os juros e as condições, o meu dinheiro que estaria sendou "roubado" tem destinos bons!

Eu ouvi do flanelinha, ele não é de Pirajuí? Eu lembro porque é a cidade do meu avô, ouvi mais o nome dessa cidade do que de Amparo!
Aliás, não é porque é pobre que é miserável e ladrão. Tanto é que aqui em Três Pontes é o bairro menos violento da cidade! O povo todo é pobre, mas tem emprego.
Se bem que já roubaram uma mala de roupas aqui de casa quando estávamos no começo da mudança.

Beijos